Alquimia

Alquimia e Alquimista

Alquimia ou Al-Khemia (mistura de Deus) é a maneira como Deus orquestrou o processo de transformação do Homem e da Natureza. Um Alquimista é aquele que busca o entendimento desse processo e tenta reproduzi-lo em seu laboratório interno e externo, com um duplo objetivo: Primeiro, assemelhar-se a Deus; Segundo, fazer evoluir a matéria (onde termina o trabalho da Natureza, aí começa o trabalho do Homem). Para atingir os seus objetivos, o Alquimista necessita da inspiração Divina. Do Blog:Alquimia Operativa

O que é Alquimia?

A Alquimia é uma ciência que abrange aspectos químicos, físicos, metálicos, astrológicos, filosóficos, artísticos e espirituais. Alguns pesquisadores dizem que a China de 4.500 anos atrás é o berço da Alquimia. Porém a prática se popularizou na Mesopotâmia, Egito antigo, Índia, Grécia antiga e no Império Romano.

Os conhecimentos sobre a Alquimia, em sua maioria, são transmitidos de forma oral e hermética, com muitos símbolos e significados ocultos. Isso acontece, pois a prática dessa ciência sofreu muitas perseguições ditadas por dogmas religiosos. No século IV, o Imperador Constantino proibiu a Alquimia.

A crença difundida nessa prática ancestral é de que os alquimistas buscam encontrar a Pedra Filosofal, uma mítica substância que tem o poder de transformar tudo em ouro e, mais do que isso, proporciona a quem a encontrar a cura para todos os males e a vida eterna.

Mas alguns pesquisadores, assim como nós, acreditam que a Alquimia vai além.

Acreditamos que as suas metas tem apenas valor simbólico e que a transmutação espiritual é o grande elixir da longa vida. Ele(o elixir) nada mais é do que um recurso do próprio organismo humano que é capaz de conceder a quem pratica um longo processo de purificação física e  espiritual uma vida datada ao infinito.

A fim de intensificar a busca por esse elixir, os alquimistas faziam experiências laboratoriais utilizando os quatro elementos essenciais para trabalhos alquímicos: fogo, água, terra e ar. Um dos conhecimentos mais importantes encontrados é a evidência de que todas as coisas estão interconectadas no Cosmos. Partindo desse ponto de vista, muitas curas foram e podem ser realizadas.

Hoje, a Alquimia não é considerada uma ciência se comparada à ciência tradicional, como conhecemos e concebemos. Ela é considerada uma visão espiritual que se preocupa mais com antigas tradições do que com novas descobertas. Ela pode ser considerada uma ancestral da química moderna e também da medicina.

Até hoje não se chegou a um consenso sobre o real significado dos misteriosos símbolos da Alquimia. Mas acredita-se que a tão buscada Pedra Filosofal, pode ser simplesmente a procura pela perfeição que não pode ser alcançada sem o equilíbrio entre todas as polaridades revestidas pelo ser humano. A manipulação de metais seria um simbolismo da metamorfose espiritual pela qual passamos ao longo da vida que hoje, por exemplo, busca transformar pensamentos negativos em positivos.

Paracelsus e Nicolas Flamel são exemplos de dois grandes alquimistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *